DEPUTADOS

DEPUTADOS / FICHA COMPLETA
VOLTAR
PSC PSC - Partido Social Cristão
DEPUTADO Márcio Pacheco
  • Márcio Pacheco

    NASCIMENTO

    9 de janeiro de 1975

    Sorocaba SP

    CONTATO

    (21) 2588-1204

    marciopacheco@alerj.rj.gov.br

Márcio Pacheco: Uma História de Amor e Trabalho pelo Estado do Rio de Janeiro

“A vida pública reafirma minha vocação em defesa dos valores cristãos aonde Deus me levar. Sempre a Favor da Vida!”

Em 2004, Márcio Pacheco disputa sua primeira eleição para vereador da cidade do Rio de Janeiro pelo PSC – Partido Social Cristão tendo sido eleito com expressiva votação e uma dos mais jovens parlamentares do Brasil com apenas 29 anos de idade.

Tem seu trabalho marcado pela defesa da juventude, dos valores da família, da proteção do idoso, e acima de tudo, em defesa da Dignidade da Pessoa Humana, na prevenção e combate às drogas, na defesa da Pessoa com Deficiência, na valorização da Vida desde a concepção à morte natural.

Na Câmara Municipal do Rio de Janeiro se notabiliza como grande orador na tribuna e como um defensor contundente da Dignidade Pessoa Humana. Assume a presidência da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência onde desempenha trabalho no combate ao preconceito, na defesa da inclusão social das pessoas com deficiência, na acessibilidade da cidade e dos meios de transporte e no apoio às instituições que com grande dificuldade cumprem sua missão de auxiliar, reabilitar e incluir o segmento da PCD.

Durante três anos foi presidente da Comissão da Pessoa com Deficiência na Câmara Municipal, sendo premiado entre os maiores legisladores desse segmento na história do Rio. Lutou ativamente contra o fechamento da APAE/RJ, obtendo sucesso. Também impediu a remoção de 300 idosos do Abrigo Cristo Redentor. Foi, então, eleito o Político do Ano pelo Re[HA]bilita Rio.

Como vereador ainda aprovou a Lei 4.709 dando direitos às pessoas com autismo aos mesmos benefícios concedidos aos demais cidadãos com deficiência.

Tornou-se, em 2009, secretário da Pessoa com Deficiência da cidade do Rio de Janeiro (SMPD), criando o Centro Municipal de Atenção à Pessoa com Autismo, CEMA-Rio, uma iniciativa inédita no Brasil. Além disso, promoveu diversos outros avanços, como a melhoria e ampliação do atendimento da Secretaria e a apresentação do Plano “Rio para Todos” (para a Copa de 2014 e Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016). Durante sua gestão como secretário da pessoa com deficiência o número de ônibus adaptados saltou de 47 para mais de 500 com a promessa por parte das empresas de ônibus de ter toda a frota de 8.000 ônibus adaptados até as Paralimpíadas de 2016.

Em 2010 foi eleito Deputado Estadual do Rio de Janeiro com quase 40 mil votos tendo assumido compromissos sociais claros em Carta Pública aberta que foi divulgada no Rio de Janeiro. Ao tomar posse na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) é eleito Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência; Vice-Presidente da Comissão de Prevenção e Combate ao Uso de Drogas e Dependentes Químicos em Geral, além de integrar como membro as comissões de Assuntos da Criança, do Adolescente e do Idoso, Educação, Turismo, Cultura, Esportes e Lazer, Orçamento e Finanças, Legislação Constitucional e Códigos.

Uma de suas ações em 2011 foi impedir o fechamento de instituições centenárias e tradicionais de ensino para as pessoas com deficiência como o INES e o IBC, realizando diversas audiências públicas na Alerj, além de encontros com profissionais dessas respectivas instituições e autoridades.

Em defesa da vida, Márcio Pacheco é um dos autores do Projeto de Lei nº 416/2011 que institui o Programa Estadual de Prevenção ao Aborto e Abandono de Incapaz, que já recebeu muitas adesões e apoio de movimentos pró-vida, de representantes da Igreja Católica, e da sociedade em geral, com base no trabalho desenvolvido em seu gabinete e durante toda sua trajetória política.

Como presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa Com Deficiência da Alerj, Márcio Pacheco lançou um livro “Articulação e Gestão do Sistema de Garantias da Pessoa Com Deficiência, com o objetivo de contribuir para a criação de secretarias municipais, fortalecer os conselhos municipais e coordenadorias, além de formentar a participação das entidades e instituições em todo o Estado através de Audiências Públicas e encontros de capacitação. “Nossa meta é garantir que as pessoas com deficiência no Estado do Rio de Janeiro tenham seus direitos assegurados também através de uma efetiva articulação com os municípios.”

Em 2014, foi eleito Deputado Estadual para um segundo mandato com 50.344 votos, assumindo mais uma vez a presidência da Comissão do Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), além da presidência da Comissão Parlamentar de Inquérito destinada a investigar e apurar as causas e consequências do consumo de crack no Estado (CPI do Crack), e ainda a vice-presidência da Comissão Parlamentar de Inquérito ( destinada a investigar e apurar os interesses em incentivar e financiar a prática de aborto no Estado, o comércio de produtos e as clínicas que fazem o procedimento (CPI do Aborto).

11º Legislatura (2015 – 2019) - Atual