PUBLICAÇÕES

NOTÍCIAS
VOLTAR

FacebookTwitterGoogle+ Email

10.01.2018 - 10:05 Por Vanessa Schumacker

AGORA É LEI: HIP HOP É PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL DO ESTADO DO RIO

  • Por Pixabay / Divulgação

A cultura Hip Hop agora é patrimônio cultural imaterial do estado. É o que diz a Lei 7.837/18, sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão, e publicada no Diário Oficial do Poder Executivo desta quarta-feira (10/01).

O novo status garante ao ritmo e a todas as suas manifestações artísticas, como a dança break, grafite, rap, MCs e DJs, a realização de suas manifestações próprias, sem quaisquer regras discriminatórias. A lei proíbe que sejam criadas regras para a realização de eventos de Hip Hop que sejam diferentes das que regem outras manifestações dculturais, e proíbe qualquer tipo de discriminação ou preconceito, seja de natureza social, racial, cultural ou administrativa.

A proposta, de autoria dos deputados, Marcelo Freixo (PSol) e Zaqueu Teixeira (PDT), determina que os assuntos relativos à cultura Hip Hop deverão, prioritariamente, ser tratados pela Secretaria Estadual de Cultura, que poderá abrir edital específico para apoiar iniciativas ligadas ao tema.

Segundo os autores, o objetivo é evitar a perseguição aos eventos de Hip Hop. "Além de um fenômeno tipicamente do nosso Estado, tamanha presença nas cidades vem tornando as Rodas Culturais um dos movimentos mais mobilizadores da juventude fluminense e uma ferramenta eficaz de cidadania cultural, entretenimento, sociabilidade e, sobretudo, palco para os jovens das favelas e periferias do Estado do Rio de Janeiro", disse Freixo.

FacebookTwitterGoogle+ Email