PUBLICAÇÕES

NOTÍCIAS
VOLTAR

FacebookTwitterGoogle+ Email

25.11.2020 - 17:13 Por Gustavo Natario e Natália Alves

ALERJ APROVA DOIS PROJETOS AUTORIZATIVOS DE COMBATE AO CORONAVÍRUS

  • Por Thiago Lontra
    ORDEM DO DIA

O Poder Executivo poderá criar centros de reabilitação para pacientes que já tiveram o coronavírus. Para este fim, poderão ser reaproveitados equipamentos dos hospitais de campanha estaduais. A determinação é do projeto de lei 3.059/20, do deputado Márcio Pacheco (PSC), que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, em discussão única, nesta quarta-feira (25/11). O Parlamento Fluminense também aprovou outra medida autorizativa relacionada ao combate do coronavírus nesta quarta: as duas propostas seguirão para o governador em exercício, Cláudio Castro, que tem até 15 dias úteis para sancioná-las ou vetá-las.

Os centros de reabilitação do coronavírus prestarão atendimento especializado em fisioterapia respiratória e motora, fonoaudiologia, enfermagem, clínica médica, pneumologia, reumatologia, psicologia, psiquiatria e assistência social. A medida deverá ser regulamentada pelo Executivo, que poderá realizar convênios com as prefeituras municipais para implementação da norma. Quando a pandemia estiver controlada, estes centros deverão ser utilizados para outras necessidades do sistema de saúde estadual.

“A luta pela recuperação total da covid-19 não acaba com a alta hospitalar ou com a cura da doença. Pacientes relataram que precisaram reaprender a respirar sem ajuda de aparelhos. Além disso, após alta hospitalar, o corpo precisa se acostumar novamente com posições e movimentos que antes eram naturais. A solidão e o isolamento social podem ter um impacto psicológico e, mesmo depois de curadas, essas pessoas correm o risco de sofrer sequelas neurológicas, como estresse pós-traumático, ansiedade e depressão”, justificou Márcio Pacheco.

Teste de coronavírus em funcionários de hospitais

O outro projeto aprovado nesta quarta é relacionado à saúde de servidores públicos e trabalhadores privados. O projeto de lei 2.672/20, da deputada Alana Passos (PSL), autoriza que sejam realizados testes de coronavírus em todos os funcionários ligados à rede pública e privada de saúde, sejam médicos e outros profissionais de saúde ou trabalhadores administrativos e prestadores de serviços, como limpeza e segurança.

Atualmente, a medida era autorizada somente para os profissionais de saúde, através da Lei 8.797/20. Alana Passos afirmou que a medida não preserva apenas os trabalhadores, como toda a sociedade. “Uma vez que um funcionário é infectado, na hipótese de ser um elemento assintomático, ele se torna um vetor capaz de propagar o vírus no seu ambiente familiar, nos translado casa trabalho e demais oportunidades onde quer que tenha necessidade de contato com outras pessoas”, disse a parlamentar.

 

 

FacebookTwitterGoogle+ Email