PUBLICAÇÕES

NOTÍCIAS
VOLTAR

FacebookTwitterGoogle+ Email

07.10.2017 - 13:43 Por Carolina Moura

FAMILIARES, AMIGOS E AUTORIDADES COMPARECEM A VELÓRIO DE FRANCISCO SILVA, NO PALÁCIO TIRADENTES

1/1
  • Por LG Soares
    Corpo do deputado federal Francisco Silva é velado na Alerj.
  • Por LG Soares
    Corpo do deputado federal Francisco Silva é velado na Alerj.
  • Por LG Soares
    Corpo do deputado federal Francisco Silva é velado na Alerj.
  • Por LG Soares
    Corpo do deputado federal Francisco Silva é velado na Alerj.
  • Por LG Soares
    Corpo do deputado federal Francisco Silva é velado na Alerj.

Ex-deputado federal, radialista e empresário, pai do deputado Fábio Silva morreu nesta sexta-feira, aos 79 anos

Familiares, amigos e autoridades compareceram ao velório do ex-deputado federal, radialista e empresário Oliveira Francisco da Silva, pai do deputado estadual Fábio Silva (PMDB), na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), neste sábado (07/10), no Palácio Tiradentes, sede da Assembleia.

Nascido em Cunha (SP), em 26 de maio de 1938, Francisco Silva, como era mais conhecido, fundou e era o proprietário da Rádio Melodia FM, de programação evangélica. Ele morreu nesta sexta-feira (06/10), aos 79 anos.

O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), deputados federais e estaduais, além de outras autoridades, estiveram no Palácio Tiradentes para prestar solidariedade à família. "Em cada lar do Rio há uma lágrima de saudade dele. Perdemos um paulista carioca de coração", disse Crivella.

"Tinha profunda admiração pelo ex-deputado Francisco Silva, que sempre me apoiou quando era prefeito. Ele foi um grande empreendedor, comunicador e empresário. O Rio de Janeiro perde muito", completou Pezão.

Os deputados da Alerj Edson Albertassi (PMDB), líder do Governo; Rafael Picciani (PMDB); Rosenverg Reis (PMDB); Carlos Macedo (PRB); Milton Rangel (DEM); Dr. Deodalto (DEM); e Dica (Pode) estiveram no local, além dos deputados federais Arolde de Oliveira (PSC/RJ) e Francisco Floriano (PR/RJ). Também compareceram ao velório o presidente nacional do PSC, pastor Everaldo, e o secretário de estado de Saúde, Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior.

Legado

Rafael Picciani ressaltou: o legado que Francisco deixou foi a família. "A marca de um homem é sempre a família que ele constrói e aquilo que realiza. Ele deixa um grande legado com seus filhos", disse Picciani, que representou, no velório, o presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani (PMDB). "Tenho a oportunidade de conviver diariamente com o deputado Fábio Silva, que, além de grande parlamentar, é um político diferenciado. Sou amigo de muitos anos de todos os seus filhos e irmãos. Pedimos a Deus que o receba em seus braços e que conforte sua família."

Carlos Macedo lembrou da trajetória de Francisco Silva também no ramo da comunicação: "É uma perda para a sociedade e para a política. Perdemos um amigo, mas fica um legado para a política do estado do Rio, para a política nacional e para a comunicação também".

"Tive o prazer de conhecer Francisco Silva ainda na Rádio Copacabana e sempre soube de seus valores. Seu legado como comunicador e parlamentar sempre foi uma marca", completou o deputado federal Francisco Floriano.

Trajetória

Evangélico, Francisco Silva foi presidente do Instituto Fleming do Brasil entre 1985 e 1987. Comprou a Rádio Melodia, de programação exclusivamente evangélica, em 1986. Em 1988, filiou-se ao Partido Democrata Cristão (PDC), legenda pela qual elegeu-se deputado federal em 1990. Filiou-se ao o Partido Social Trabalhista (PST) em 1992. Em 1993 - ano em que tornou-se proprietário da Rádio Brasil AM do Rio de Janeiro -, ingressou no Partido Progressista (PP), legenda resultante da fusão do PST com o Partido Trabalhista Renovador.

Reeleito em 1994 pelo PP, foi um dos fundadores do Partido Progressista Brasileiro (PPB), resultante da fusão do PP com o Partido Progressista Reformador. Em 1998, foi reeleito deputado federal pelo PPB. Também foi secretário de estado de Habitação na gestão de Anthony Garotinho no governo do Rio de Janeiro.

FacebookTwitterGoogle+ Email