PUBLICAÇÕES

NOTÍCIAS
VOLTAR

FacebookTwitterGoogle+ Email

29.07.2020 - 13:32 Por Buanna Rosa

ADVOGADO NEGA REPRESENTAR A UNIR SAÚDE E REVELA EXISTÊNCIA DE HOMÔNIMO

  • Por Reprodução da TV Alerj

Antônio Vanderler de Lima, citado por representantes do Instituto Unir Saúde como advogado da empresa, negou representar qualquer Organização de Saúde (OS) do estado. No entanto, quando questionado, revelou a existência de um homônimo: seu filho, Antonio Vanderler de Lima Junior, que é sócio em um escritório de advocacia que presta serviços para a Unir Saúde. As declarações foram feitas durante oitiva da Comissão de Fiscalização dos Gastos na Saúde Pública Durante o Combate do Coronavírus e da Comissão de Saúde, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), nesta quarta-feira (29/07).

Após o depoimento, o relator do colegiado especial, deputado Renan Ferreirinha (PSB), sugeriu a convocação de Vanderler Junior para que sejam prestados esclarecimentos. Ao final da reunião, a comissão votou e deliberou a intimação do mesmo para o dia 06 de agosto. "Nunca fui advogado de nenhuma OS e não presto serviço para nenhuma empresa ligada ao Governo do estado. Há 40 anos trabalho no escritório Oliveira Lima Advogados Associados e o único contrato feito com o Governo foi há quatro anos, em uma prestação de serviço com a Cedae", explicou o advogado.

Quanto ao seu filho, Vanderler disse não saber informar se ele teria participado do processo de requalificação da Unir Saúde. "Nunca conversamos sobre isso. Soube dessa informação durante esta oitiva", alegou o advogado. Porém a declaração causou espanto aos deputados. "Me admira o senhor, um advogado tão experiente da área trabalhista, como demonstra ser, nunca ter conversado com o seu filho sobre um contrato dessa magnitude com o Governo do estado", disse a presidente das duas comissões, deputada Martha Rocha (PDT).

"O sr. Antonio Vanderler negou ter contato e conhecer qualquer integrante da Unir Saúde, mas omitiu durante quase toda a oitiva que seu filho, Antonio Vanderler de Lima Jr., advoga ou já advogou para esta OS que foi beneficiada por uma decisão questionável do governador. Importante enfatizar também que Antonio Vanderler afirmou que somente hoje, na oitiva, teve conhecimento de que seu filho tem ou teve relação com a Unir", salientou Ferreirinha.

Relação com Witzel

A parlamentar também questionou qual era a relação de Vanderler com o governador Wilson Witzel. "Somos amigos. Conheci o governador quando ele era juíz, há algum tempo atrás. Durante esse mandato só estive no Palácio Guanabara uma ou duas vezes para bater papo, mas não conversamos sobre nenhum assunto profissional", pontuou Vanderler. Ele ainda frisou que o seu filho não tinha nenhum contato com Witzel.

Já a deputada Enfermeira Rejane (PCdoB) indagou se foi realizada alguma doação para a campanha de Witzel e Vanderler confirmou que doou R$ 40 mil. "Isso está na minha declaração do Imposto de Renda, nunca escondi isso de ninguém. E ter feito essa contribuição na campanha jamais facilitou o meu trânsito no Palácio, pelo contrário, o tempo do governador ficou ainda mais escasso e nos vimos pouco desde que ele foi eleito", respondeu Vanderler. O advogado ainda ressaltou que já tinha feito doações para outras campanhas. A audiência também contou com a presença dos deputados Luiz Paulo (PSDB), Dionísio Lins (PP) e Pedro Ricardo (PSL).

FacebookTwitterGoogle+ Email