PUBLICAÇÕES

NOTÍCIAS
VOLTAR

FacebookTwitterGoogle+ Email

09.02.2011 - 17:00

LIDERANÇAS PARTIDÁRIAS E DE GOVERNO SÃO DEFINIDAS NA ALERJ

Com exceção do PPS, os partidos políticos com representação na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) já definiram suas lideranças. Também já são conhecidos o líder e os vices-líderes do Governo na Casa. Nos próximos dias, devem ser conhecidos também os presidentes e demais componentes das comissões permanentes. Do total de 36 comissões, 13 tiveram suas composições publicadas no Diário Oficial do Legislativo desta quarta-feira (09/02). Caberá ao deputado André Corrêa (PPS) a tarefa de líder de Governo. Os parlamentares Chiquinho da Mangueira e Pedro Fernandes, ambos do PMDB, assumiram, respectivamente, a primeira e a segunda vice-liderança do Governo. Já o PMDB, partido do governador Sérgio Cabral e maior bancada na Casa, conta com a liderança do deputado André Lazaroni. Segunda maior bancada, o PDT será liderado pelo deputado Luiz Martins, que está em seu primeiro mandato. Outro estreante no Parlamento, o deputado Rafael do Gordo irá liderar a bancada da sua legenda, o PSB. O mesmo fez o PV, que indicou a deputada Aspásia Camargo para a tarefa, e o PRB, que indicou Rosângela Gomes. Algumas legendas optaram por manter os mesmos líderes da legislatura passada. É o caso do PSDB, com Luiz Paulo, do PT, com Inês Pandeló, do PP, com Dionísio Lins, e do PR, com Iranildo Campos. Outra legenda que manteve seu líder foi o PSol, com Marcelo Freixo. Já o PSC terá na liderança o ex-vice presidente da Alerj, deputado Coronel Jairo. Com três deputados em sua bancada, o PPS ainda não definiu seu líder. Os deputados Geraldo Moreira, do PTN, Graça Pereira, do DEM, Waguinho, do PRTB, e Marcus Vinícius, do PTB, que representam sozinhos suas legendas na Casa, já protocolaram seus nomes junto à Mesa Diretora como líderes de suas bancadas. Também com um componente, partidos como o PTdoB, do deputado Marcos Abrahão, PMN, de Alessandro Calazans, PSDC, de João Peixoto, e PSL, de Átila Nunes, ainda não protocolaram seus nomes como líderes. (texto de Fernanda Galvão)

FacebookTwitterGoogle+ Email