Compartilhar
CORONEL D´AMBRÓSIO AVISA QUE NÃO VIRÁ À ALERJ NESTA QUINTA-FEIRA

CORONEL D'AMBRÓSIO AVISA QUE NÃO VIRÁ À ALERJ NESTA QUINTA-FEIRA O ex-comandante de Policiamento da Baixada Fluminense e atual secretário municipal de Segurança Pública de Belford Roxo, coronel D'Ambrósio Francisco, avisou na noite desta quarta-feira (18/05) que não virá à reunião da Comissão de Direitos Humanos da Alerj, marcada para as 10h desta quinta-feira (19/05). O coronel foi convocado pela comissão após ter sido apontado como envolvido em disputas políticas que teriam levado à chacina ocorrida no dia 30 de março, em Nova Iguaçu e Queimados, junto com inspetor-geral da Polícia Militar, coronel João Carlos Rodrigues Ferreira. A audiência com o inspetor-geral da Polícia Militar, coronel João Carlos Rodrigues Ferreira, nesta quinta-feira (19/05), às 15h, na sala 316, está mantida. Segundo o presidente da comissão, deputado Geraldo Moreira (PSB), o objetivo da reunião é trazer novos esclarecimentos sobre o real motivo da chacina. "Vamos remarcar esta reunião. É importante ouvi-lo", disse Moreira. A denúncia contra os dois coronéis partiu no deputado Paulo Ramos (PDT), durante audiência pública que contou com a presença do secretário estadual de Segurança Pública, Marcelo Itagiba, no dia 5 de maio. Paulo Ramos levantou a hipótese de que a mudança de comandos nos batalhões da Baixada Fluminense, movida por razões políticas, pode ter sido um dos motivos do crime, que vitimou 29 pessoas. Segundo o pedetista, os dois coronéis teriam intenções de se candidatar a um cargo eletivo, nas eleições de 2006. Após ter saído de seu posto na Baixada Fluminense por tempo de serviço, o coronel D'Ambrósio deixou, tanto em seu lugar quanto à frente dos batalhões da região, policiais fiéis a seu comando. Ainda segundo o deputado, o coronel João Carlos teria feito alterações radicais no comando dessas unidades, sob a condição de apoiá-lo no próximo pleito, o que pode ter gerado o descontentamento de parte da tropa ligada a D'Ambrósio e, conseqüentemente, à matança.

«« Fechar »»


   © Copyright 2010 Alerj