Lourival Fontes

                Lourival Fontes nasceu em Sergipe em 1899. Iniciou-se na carreira jornalística em 1914 no Jornal do Povo, de Aracaju. Formou-se pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro em 1922. Convertido ao catolicismo em 1928, aproximou-se de Getúlio Vargas e deu apoio à Aliança Liberal. Em 1931 fundou e dirigiu a revista de tendência fascista Hierarquia. Neste mesmo ano foi nomeado funcionário da prefeitura do Distrito Federal, exercendo vários cargos na administração de Pedro Ernesto.

                Fez parte da Sociedade de Estudos Políticos, centro de reflexão ideológica, do qual nasceria o Manifesto Integralista e a Ação Integralista Brasileira (AIB). Em 1934 foi nomeado para dirigir o Departamento de Propaganda e Difusão Cultural (DPDC), órgão criado às vésperas da promulgação da Constituição federal e responsável pelo estudo dos meios de comunicação utilizados para propaganda do governo. Apoiou o golpe de 1937 e a instauração do Estado Novo. Permaneceu como diretor do DPDC até 1938, dirigiu o novo Departamento Nacional de Propaganda até 1939 e em seguida o Departamento de Imprensa e Propaganda, órgão com maior amplitude de ação, responsável pela censura à imprensa. Permaneceu neste cargo até 1942. Nomeado três anos mais tarde embaixador no México, pediu exoneração do cargo logo após o fim do Estado Novo.

                Participou da campanha vitoriosa de Vargas à presidência da República, sendo nomeado depois chefe do Gabinete Civil. Com o suicídio de Vargas em 1954, deixou o cargo e concorreu a uma cadeira no Senado por Sergipe. Eleito, cumpriu seu mandato até 1963. Faleceu no Rio de Janeiro em 1967.

Fonte: ABREU, Alzira Alves de & BELOCH, Israel. Dicionário histórico-biográfico brasileiro: 1930-1983. Rio de Janeiro, Ed. Forense-Universitária: FGV/CPDOC: FINEP,1984. v.2.


Personalidades Políticas

Voltar ao índice de Biografias