Newton Cavalcanti

Newton Andrade Cavalcanti (1885-1965) nasceu em Alagoas. Militar, participou da Revolução de 1930 na chefia de um destacamento paulista. Com a vitória do movimento, passou a dirigir o Centro de Educação Física do Exército. Em 1933 foi nomeado comandante da 9ª Região Militar, sediada em Mato Grosso.

Foi chefe da Casa Militar da Presidência da República em 1935 e passou a responder pelo comando do 2º Regimento de Infantaria, no Rio de Janeiro. De agosto a setembro desse mesmo ano, foi nomeado por Getúlio Vargas interventor do Mato Grosso, com a função de instalar a Assembléia Constituinte estadual que iria eleger o governador do estado. Logo depois, em novembro, foi novamente indicado para uma interventoria, agora no Rio de Janeiro, encarregado de presidir o novo pleito e garantir a posse do eleito, Protógenes Guimarães.

Simpático ao integralismo, passou a exercer diversos cargos de comando no Exército, entre eles o de comandante da Vila Militar, no Rio de Janeiro, em 1937, e comandante da 5ª Região Militar (Curitiba), em 1942, chegando a ministro interino da Guerra no governo Dutra, em 1949. Um ano mais tarde, foi nomeado chefe do Gabinete Militar da presidência da República, mantendo-se no cargo até janeiro de 1951. Foi ainda comandante da Zona Militar Sul (precursora do III Exército) de abril a novembro do mesmo ano.


Fontes: ABREU, Alzira de & BELOCH, Israel (coords.). Dicionário histórico-biográfico brasileiro:1930-1983. Rio de Janeiro. Ed. Forense Universitária: FGV/CPDOC: FINEP, 1984, v.1. LACOMBE, Lourenço Luiz. Os chefes do executivo fluminense. Petrópolis:Vozes, 1973.


[ volta ]  [ sobe ]