Protógenes Guimarães

Protógenes Pereira Guimarães (1876-1938) nasceu na Ilha do Desterro, atual Florianópolis. Matriculou-se na Escola Naval em 1891, iniciando sua carreira na Marinha.

Em 1924, enquanto irrompia em São Paulo a segunda onda dos movimentos tenentistas, organizou no Rio de Janeiro um movimento de apoio aos revoltosos paulistas, que tinha como objetivo incitar o levante em diversos pontos do Distrito Federal. Descoberta a conspiração pela polícia, ficou preso até 1927, sendo reformado em junho do ano seguinte. Com a vitória da Revolução de 1930, foi nomeado ministro da Marinha em junho de 1931. Em outubro de 1934, concorreu à Câmara Federal pelo Rio de Janeiro, na legenda do Partido Popular Radical (PPR). Eleito, renunciou ao mandato porque Getúlio Vargas se negara a aceitar sua exoneração do Ministério da Marinha.

Em 1935 venceu a disputa pelo governo fluminense, apoiado pela Coligação Radical Socialista, mas as eleições do dia 25 de setembro foram anuladas por causa de atos de violência. Na segunda votação, em 12 de novembro, Protógenes foi novamente eleito. Com a implementação do estado Novo, deixou o governo, entregue ao interventor Amaral Peixoto.


Fontes: ABREU, Alzira de & BELOCH, Israel (coords.). Dicionário histórico-biográfico brasileiro:1930-1983. Rio de Janeiro. Ed. Forense Universitária: FGV/CPDOC: FINEP, 1984, v.2. LACOMBE, Lourenço Luiz. Os chefes do executivo fluminense. Petrópolis:Vozes, 1973.


[ volta ]  [ sobe ]