PUBLICAÇÕES

NOTÍCIAS
VOLTAR

FacebookTwitterGoogle+ Email

16.09.2019 - 18:30 Por Comunicação Social

ALUNOS DE GESTÃO PÚBLICA DA UFRJ FAZEM VISITA GUIADA NO PALÁCIO TIRADENTES

1/1
  • Por Suellen Lessa
    Durante visita de estudantes da UFRJ, ao Palácio Tiradentes
  • Por Suellen Lessa
    Durante visita de estudantes da UFRJ, ao Palácio Tiradentes
  • Por Suellen Lessa
    Durante visita de estudantes da UFRJ, ao Palácio Tiradentes
  • Por Suellen Lessa
    Durante visita de estudantes da UFRJ, ao Palácio Tiradentes

Um grupo de 26 alunos do curso de graduação em Gestão Pública para o Desenvolvimento Econômico e Social (GPDES), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), conheceu a sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), nesta segunda-feira (16/09). Em visita guiada ao Palácio Tiradentes, os estudantes puderam ver de perto o funcionamento do legislativo e dos pontos referentes à administração pública. Eles também estiveram com o presidente da Casa, deputado André Ceciliano (PT); o diretor geral da Alerj, Wagner Victer; e o subdiretor geral de cultura, Nelson Freitas.

Para o formando Leonardo Carvalho, a visita ao parlamento é fundamental para entender como os acontecimentos se deram na história: “O povo precisa saber como tudo começou para poder seguir em frente, acertar os rumos e atingir o progresso”. Marcella Rocha, aluna do 5° período, disse que saber sobre o processo legislativo é de suma importância para gestores. “Precismos conhecer o lugar onde atuaremos futuramente”, comentou.

Atendendo ao pedido do professor Fernando Peregrino, referência no campo das políticas públicas no país, Victer recebeu os alunos e afirmou que o relacionamento com as universidades contribui para o desenvolvimento do parlamento. “Nós estamos muito felizes por mostrar aos alunos o processo de modernização de gestão em curso na Casa”. Na apresentação, o diretor geral da Alerj também destacou que a transparência é uma das principais responsáveis pelo melhoramento da atual gestão.

“A melhoria dos princípios de governança é uma exigência da sociedade, por isso procuramos aperfeiçoar o acesso à informação, que é um direito do povo. Fazer gestão pública sem considerar a figura da governança e da transparência é um caminho que não terá sucesso. Portanto, essa é a condição sine qua non para qualquer gestor obter êxito”, observou Victer.

Nesse sentido, o professor Fernando Peregrino, que ajudou a desenvolver a Lei de Cotas no estado, em 2001, destacou que o legislativo é onde se dão os eventos mais importantes de elaboração e aprovação de gestão pública. “As políticas de transparência devem ser cada vez mais fortes. Encontrar uma entidade pública como a nossa, a Alerj, desenvolvendo isso é muito importante para que os alunos vejam como se dão esses processos na prática”, salientou.

 

FacebookTwitterGoogle+ Email