PUBLICAÇÕES

NOTÍCIAS
VOLTAR

FacebookTwitterGoogle+ Email

19.06.2017 - 16:55 Por Symone Munay

PARLAMENTO JUVENIL 2017 TERÁ REPRESENTANTES DE TODOS OS MUNICÍPIOS DO ESTADO

  • Por Thiago Lontra
    INCRIÇÃO PARA O PARLAMENTO JUVENIL É PRORROGADA

Estudantes de cerca de 1.200 escolas foram às urnas na última quarta-feira (14/06) para eleger seus representantes na 11ª edição do Parlamento Juvenil da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (PJ/Alerj). Foram eleitos 97 deputados juvenis, 13 deles reeleitos. Pela primeira vez, neste ano, todos os 92 municípios fluminenses estarão representados, mais um recorde do projeto. Além disso, todo o processo eleitoral foi realizado pela internet, o que ofereceu ainda mais transparência e dinamismo à apuração.

"Uma hora depois de encerrada a votação os candidatos já sabiam, através do site do projeto, se foram ou não eleitos. A participação dos estudantes nos impressiona a cada ano e reforça o protagonismo da juventude, que quer participar e escolher os caminhos a ser trilhado pelo estado", disse o coordenador do projeto, deputado Wanderson Nogueira (PSol).

As eleições aconteceram em dois turnos - o primeiro aconteceu no dia 24 de maio - nos colégios da rede pública estadual, onde os candidatos foram escolhidos pelos próprios colegas, por votação direta. Os jovens organizaram debates e discutiram propostas que serão levadas ao PJ.

O PJ é uma iniciativa da Alerj com apoio da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc). Os candidatos são estudantes do 1º e 2º anos do ensino médio da rede pública estadual do Rio, entre 14 e 17 anos.

Como funciona?

Durante uma semana, os escolhidos passam uma semana vivendo a rotina de um deputado estadual. Eles apresentam, debatem, aprimoram e votam projetos de sua autoria no plenário da Alerj. Os seis projetos aprovados são encaminhados ao Executivo e podem virar lei. Os jovens também participam de oficinas de capacitação. Neste ano, o projeto acontece na última semana do mês de novembro.

Cada município será representado por um parlamentar juvenil. Exceto a capital, que contará com três representantes, e outros tês municípios com maior número de candidatos inscritos válidos, que terão dois PJs.

FacebookTwitterGoogle+ Email